ESTE BLOG É PARTE INTEGRANTE DA BLOGOLÂNDIA DO ESPAÇO INTERNÉTICO! EXPLORE ESTE ESPAÇO!!!


Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Finalmente... JUSTIÇA!!!

Não sei quem fez mas adorei e resolvi usar pra ilustrar este post!


VITÓRIA, amigas (os)!!! Vamos celebrar!!!

Finalmente foi feita justiça! Ainda não sabemos a pena que ele irá pegar. Mas só de ter saído algemado depois de ouvir o veredito direto pro xilindró, já é um grande alívio!!!

Agora, Michael poderá seguir em paz do outro lado da vida, sua família aqui "embaixo" estará livre desse tormento todo, assim como seus amigos, e fãs como nós que poderemos virar essa página triste!

Infelizmente isso não trará Michael de volta. Mas com certeza iremos ter mais prazer e alegria em relembrar seu talento, sua música, sua dança, sua arte... e também lembrá-lo como esse ser humano maravilhoso que passou pela Terra!

E este blog poderá ser leve e solto como eu sempre quis, matendo "sempre viva" a memória de nosso amado ídolo!

MICHAEL JACKSON FOREVER! AND EVER, AND EVER, AND EVER!!!

sábado, 22 de outubro de 2011

Julgamento pra Murray, tortura para nós...

Eu sei. Eu prometi acomapanhar o julgamento aqui no blog. Eu tentei, mas não deu.

Quando abri o google à procura de notícias sobre este assunto me aparece aquela foto (vocês sabem de qual foto estou falando, né?). Eu caí no choro. Não podiam tê-lo exposto dessa maneira! Eu não queria ver seu corpo inerte.

Quando minha mãe faleceu, fui buscada em casa por um primo e praticamente forçada a ir à capelta mortuária. Assim que eu desci do carro, com as pernas bambas, apoiada por meu primo de um lado e por uma amiga do outro, uma tia minha veio e me arrastou pelo braço pra perto do caixão me obrigando a ver o que eu não queria: o corpo morto da minha mãe (cuja data de aniversário era a mesma do Michael: 29 de agosto!). Demorei ali dois segundos e pedi que me levassem pra casa. Queria manter na minha mente a imagem da minha mãe andando, falando, sorrindo, VIVENDO...

Com um ídolo como o Michael, acaba acontecendo a mesma coisa! Eu queria lembrar dele vivinho, cantando, dançando... Fiquei satisfeita na época do enterro quando não mostraram o caixão aberto. Não quiseram expô-lo na época.

Tudo bem que agora foi necessário, mas EU NÃO QUERIA VER!

Já senti isso com relação a um outro ídolo meu, também muito querido: John Lennon. Uma foto dele morto foi mostrada na internet e acabei vendo-a. Mas ele já tinha falecido há muito tempo, quando eu era muito criança e ainda não era sua fã. Mesmo assim foi doloroso pra mim! Imagina então o Michael, um ídolo que acompanhei desde que eu era criança!

Ver essa foto abriu feridas que eu vinha tentando cicatrizar através de fugas, artifícios e ocupando ao máximo meu tempo com outras coisas. Além de abrir a ferida, ainda meteu o dedão nela! Está doendo tanto que todos os dias venho, leio as notícias no google e na hora de postar aqui, desabo e corro pra minha cama choramingando.

De um ano pra cá, todos esses adiamentos do julgamento tem sido pra mim uma tortura! Imagino que tenha sido assim pra todos os verdadeiros fãs, e ainda mais pra sua família e amigos, que o conheceram de perto.

Eu venho enfrentando vários problemas pessoais e também com a minha internet, que está "flutuante" (vem e vai), e agora soma-se a isso a lentidão do meu pc cheio de viruse eu sem grana pra arrumar o estrago...

Quando venho aqui e consigo entrar na internet, quero ter momentos de alegria, de diversão, de "refresco". Mas infelizmente, procurar notícias sobre o Michael virou uma tortura porque além do julgamento, tem sempre as mentiras e calúnias que o perseguiram em vida e continuam agora perseguindo-o após sua partida.

Finalmente o jugalmento está acontecendo e acredito que depois disso tudo, conseguiremos respirar. Falando por mim agora: eu conseguirei respirar e voltar a ter prazer em blogar aqui, em falar o nome do Michael sem sentir um aperto terrível no coração.

Eu acho que Murray não escapa dessa vez. Espero por isso. Torço e rezo por isso.

Aqui embaixo no site, tem uma barra do google onde é possível acompanhar o julgamento. Tem o blog "Michael Jackson Planet" onde nossa querida Julia dá notícias sobre o assunto...

Eu voltarei quando o julgamento terminar pra comemorar ou me revoltar junto com vocês e virar de vez essa página tornando esse blog aquilo que eu sempre quis que ele fosse: um blog leve, alegre pra mantermos viva a memória e a arte do nosso amado Michael.

A mídia sensasionalista, os blogs de fofocas, os invejosos e caluniadores no entando me obrigavam a ficar desmentindo, rebatendo e defendendo o nome de Michael. Isso é desgastante pra uma pessoa que luta contra depressão como eu. Tive mesmo que me afastar, pro meu próprio bem. Eu estava literalmente adoecendo.

Algumas pessoas podem pensar: "que absurdo, adoecer por causa de um ídolo que já morreu e que nunca soube que você existe!". Ok. Mas só quem é fã pode me entender. E tenho certeza de que a maioria das pessoas que lerem isso aqui, são tão fãs quanto eu e portanto, são capazes de entender muito bem o que estou sentindo.

Sinto que aqui posso falar, compartilhar sentimentos e emoções, desabafar... Tudo isso sem ser julgada, sem ser criticada ou ter que ouvir piadinhas...

Agradeço mais uma vez a cada um(a) de vocês aqui... Por me "ouvirem" e pela compreensão e paciência de vocês.

Pensamento positivo, galera! Dessa vez, se DEUS quiser, o doutorzinho de araque vai ver o sol nascer quadrado. E esse blog vai ser livre, leve e solto!

MICHAEL JACKSON FOREVER!

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Parabéns, querido Michael!


Michael, onde quer que você esteja (e tenho certeza dentro do meu coração que o Papai do Céu te reservou um lugar muito, mas muito legal), desejo que você possa sentir as emanações de amor, de carinho e de sincera saudade que nós, todos os seus fãs enviamos a você!

Hoje você estaria completando 53 anos de vida. Infelizmente um certo "doutor" não permitiu que isso acontecesse. Mas mesmo você não estando mais aqui fisicamente te desejo felicidades e luz no caminho aí no plano espiritual!

--------------------------------------------

E aqui "embaixo" vamos torcer pra que a justiça seja realmente feita.

É, amigas(os)... A tensão aumenta, agora que falta menos de um mês pro início do julgamento (que vamos acompanhar aqui no blog).

Esse tempo todo tenho tido problemas pessoais e procurei ficar o mais afastada que posso de notícias ruins.

Pra completar meu telefone vive mudo e portanto, eu sem internet. Também tive outras questões preenchendo todo meu tempo e meus pensamentos.

Mas o julgamento vamos acomapanhar. Porque acredito que juntos, podemos através de nossos pensamentos e de nossa energia, colaborar pra que a verdade apareça e a justiça finalmente prevaleça.

Unidos por Michael!!! SEMPRE.

domingo, 3 de julho de 2011

- Nova biografia fala de MJ e a música negra americana

Michael Jackson ganha biografia escrita por grande especialista em música negra





Para os fãs de música pop que vieram ao mundo entre o fim da década de 1950 e o começo da de 1970, Michael Jackson representou aquilo que os Beatles significaram para a geração de dez anos antes. O jornalista americano Nelson George é um representante da geração Michael Jackson. Nascido em 1957, um ano antes do astro, ele cresceu ao som do Jackson 5 e viu sua carreira de crítico e especialista em música negra deslanchar ao mesmo tempo em que acompanhava o crescimento do cantor rumo ao superestrelato.

No livro Thriller — A vida e a música de Michael Jackson, recém-lançado no Brasil pela Editora Zahar (tradução de Alexandre Martins), George parte de suas experiências pessoais para traçar um perfil do astro. Ao longo das 197 páginas, além de analisar faixa a faixa o disco de maior sucesso de Michael, Thriller (1982), o autor apresenta alguns pontos de vista originais. George interpreta os uniformes militares usados por Michael no fim da carreira como uma referência à fase Sgt. Pepper’s dos Beatles e, contrariando a opinião corrente, livra a cara de Joe Jackson, o execrado pai de Michael, normalmente apontado como responsável por traumas de infância que teriam originado as esquisitices do astro.

"Nós, americanos, temos por hábito culpar os pais por tudo. Joe é, certamente, uma vítima". diz o autor, em entrevista ao jornal O Globo por e-mail. "Ele não é um cara simpático, não tem charme nem habilidade para lidar com a mídia. Nunca foi capaz de explicar por que Michael e seus irmãos foram criados daquela forma. Joe começou a vida como metalúrgico, em Gary, Indiana, e levou esse estilo rude quando foi para Hollywood."

Assim como Michael, Beyoncé possui a mesma ética do trabalho e a compreensão do que é compor canções que se tornam hinos. Ela pensa grande e entrega com grande precisão

Para George, Joe Jackson foi responsável por ensinar aos filhos — principalmente Michael — a ética do trabalho, ainda que com métodos questionáveis. Segundo o autor, graças ao pai, o cantor aprendeu que, para triunfar em qualquer profissão, é preciso trabalhar duro. George enxerga a mesma obstinação em outra estrela contemporânea: "Assim como Michael, Beyoncé possui a mesma ética do trabalho e a compreensão do que é compor canções que se tornam hinos. Ela pensa grande e entrega com grande precisão. Ninguém será como Michael Jackson, mas a visão global de Beyoncé é bem impressionante."

A ambição pelo superestrelato foi um dos combustíveis da carreira de Michael Jackson. No livro, Nelson George mostra a quase obsessão que o cantor tinha pelos Beatles, a maior banda de todos os tempos e, por isso mesmo, um “adversário” a ser vencido. Além de ter comprado os direitos sobre as músicas do grupo — investimento, que, como mostra o livro, ironicamente, garantiria mais tarde que Michael não fosse à falência —, ele gostava de aparecer em público vestindo uniformes militares semelhantes aos que John, Paul, George e Ringo usaram na capa de Sgt. Pepper’s.

"A interpretação padrão é de que as fantasias seriam uma volta à infância. Mas acho que os uniformes de líder de banda marcial que Michael usava, uma conexão mais musical do que militar, serviam, em parte, para ligá-lo aos Beatles", interpreta. "Se ele se pretendia o Rei do Pop, estava se pondo em competição com o maior grupo de todos os tempos."

A vida de Michael Jackson daria um bom thriller. Além de uma trilha sonora eletrizante, drama, suspense, reviravoltas inesperadas, escândalos e uma pitada de terror — a metamorfose física do cantor ao longo da carreira — fizeram parte dessa trama de cinco décadas. George especula o que o cantor estaria fazendo hoje, caso tivesse sobrevivido: "Estaria trabalhando com os principais jovens produtores e compositores do planeta. Ele passou os últimos anos da sua vida fazendo exatamente isso."

Especialista em música negra, Nelson George é autor de alguns livros fundamentais sobre o tema: Where did our love go? — The rise and fall of the Motown sound (1986), história da gravadora Motown, responsável por lançar astros como Stevie Wonder, Diana Ross, Marvin Gaye e o próprio Michael Jackson; The death of rhythm & blues (1988), uma análise da decadência do soul tradicional depois de seu apogeu nos anos 1960 e 70; e Hip hop America (1999), um estudo da música e da cultura do rap, dos MCs e dos DJs. Parceiro do cineasta Spike Lee (ajudou a financiar seu filme Ela quer tudo), George também aventurou-se na direção. É dele o longa Juntos pela vida, exibido em 2007 pelo canal a cabo HBO e que rendeu à rapper e atriz Queen Latifah um Globo de Ouro.

Em visitas ao Brasil — já esteve no Rio, em São Paulo e em Salvador — George tornou-se fã da música brasileira. "Amo Carlinhos Brown, que vi nos Estados Unidos. Escutei compilações de funk carioca que o DJ Diplo lançou nos Estados Unidos e gostei muito. Também gostei de pagode, que ouvi no Rio, em 1995. Fui a Salvador no verão passado e escutei algumas das escolas de samba mais incríveis em ação. Não há no mundo som mais poderoso do que as maciças baterias do Brasil tocando polirritmias em uníssono."

Fonte - Diário de Pernambuco

terça-feira, 28 de junho de 2011

- MJ conectado com o mundo


Há dois anos atrás, o Twitter e a web foram inundados e travaram com a triste notícia que o Rei do Pop havia morrido. Todos nós, sejamos fãs ou não, preferimos lembrar Michael Jackson como o talentoso e genial artista que era, através das vozes e movimentos de dança precisos.

Separamos 10 videos de tributos à Michael Jackson, antes e depois de 25 de nunho de 2009. Ele está mais vivo e presente do que nunca na vida de pessoas em todo o mundo - assista aqui
Fonte - Mundo conectado

sábado, 25 de junho de 2011

Dois anos sem o Rei do Pop!

Vendo essa foto linda aí embaixo, postada pela amiga e colaboradora Júlia, do blog parceiro Michael Jackson Planet, o sentimento que vem é o mesmo que precede a foto: SAUDADE.

Ontem minha vizinha de 9 anos ficou surpresa ao me ouvir comentar com a outra vizinha sobre a programação especial da MTV e Multishow por conta dos dois anos da morte de Michael. Ela disse: "Dois anos não! É UM ano".

E nós explicamos que ele faleceu em 25 de junho de 2009, portanto fazem dois anos. E nós então nos assustamos: "Parece que foi ontem!".

Como o tempo passa rápido. Mas não passa a saudade, o amor, a admiração, o respeito e o carinho dos fãs!

Assim como não passa o valor deste gênio, desde imenso artista que já é a maior lenda da música pop mundial, o eterno Rei do Pop!

Eu não poderia deixar de vir aqui hoje prestar a minha homenagem e dizer que simplesmente não tenho mais palavras pra falar de Michael. Porque ele já transcendeu o reino das palavras! Está acima de tudo isso!

Guardem bem esse nome: MICHAEL JACKSON! Porque ele será muito repetido nas próximas, e próximas e próximas (...) gerações!!!

MICHAEL JACKSON FOREVER!!!

*Fiquem ligados hoje na MTV e no Multishow. Estão rolando altas homenagens ao nosso ídolo!

- 25 de junho: Saudade !

- Vida eterna ao REI !





segunda-feira, 6 de junho de 2011

- Abençoada calça dourada











Pra matar a saudade, coleção Figurinos de 'Tirar o fôlego'

domingo, 22 de maio de 2011

- Uma tarde com Katherine Jackson



Katherine Jackson

- A tristeza pela perda de seu filho é constante há quase dois anos


- "Não há um dia que passe, que eu não penso no meu filho e que ele deveria estar aqui agora", disse Kate Jackson em entrevista à CNN em sua casa terça-feira 04 de maio. "Mas foi a negligência de um médico e é apenas difícil, muito difícil."

Dr. Conrad Murray, que foi médico pessoal de Michael Jackson, é acusado de homicídio involuntário na morte do cantor. Seu julgamento foi adiado para setembro de 2011.

Os advogados de defesa de Murray sugerem que Michael Jackson frustrado e sem sono pode ter derramado o propofol ( anestésico cirúrgico misturado com lidocaína ) em sua garrafa de suco, enquanto o médico estava fora de seu quarto.

Para ajudá-la a lidar com a tristeza, Katherine Jackson se mudou recentemente para uma mansão espaçosa e nova, no topo de uma colina acima de Calabasas, na Califórnia, longe da casa de Encino, onde a família Jackson vivia desde 1969. Katherine Jackson ama sua antiga casa com limites mais altos e janelas maiores, mas é também um refúgio de tristes lembranças que assombram essa antiga casa.

- "Michael tinha 11 anos quando nos mudamos para lá e ele ficou lá até que com seus 20 anos, resolveu se mudar", disse ela. "Ela ( a casa ) só traz de volta muitas memórias, mas são lembranças tristes para mim agora, porque ele não está aqui."

Os visitantes da nova casa, no térreo, podem ver obras de arte coletadas por Michael Jackson, mas eles não poderão ver as suas fotografias. As três crianças deixadas por Michael são hoje o tesouro de seu pai Joe, mas Kete prefere evitar que participem da entrevista.

O que se pode ver as são as flores com que Katherine Jackson envolveu-se, uma paixão que recentemente se transformou em um negócio. Ela lançou a linha "Katherine Jackson, arranjos florais" este mês, apenas a tempo para os fãs poderem enviá-los para suas mães - neste Dia das Mães.

Mas desde que ela converteu-se em uma Testemunha de Jeová, Katherine Jackson não comemora esses eventos. Quarta-feira é o seu 81 º aniversário, mas não haverá nenhuma comemoração em sua casa.

O mais novo dos filhos de Michael, Blanket - com 9 anos de idade, tem sua própria maneira de se lembrar de seu pai, com seus longos cabelos castanhos muito longos, atingindo até a metade de suas costas.

- "Ele não quer cortar, então eu falei com ele sobre isso", disse a avó. "Ele gosta muito do cabelo assim, porque seu pai queria que ele tivesse cabelo comprido, no momento, mas haverá um dia que ele vai ter que cortá-lo, eu acho," Kate comenta sorrindo.

Blancket estuda em casa com um tutor, enquanto Prince de 14, e Paris de 13, já assistem às aulas em uma escola particular.

- "Eles estão fazendo tudo muito bem", disse ela. "Eles vão para a escola todos os dias."

As crianças são protegidas das notícias sobre o caso criminal contra o médico acusado de provocar a morte de seu pai. O julgamento foi adiado para setembro, mas quando ele começar, eles não vão ver a sua avó em casa durante a semana. Katherine Jackson vai estar sentado no tribunal.

-"Eu pretendo estar lá todos os dias", disse ela. "Se eu sou capaz, eu vou estar lá."

Ela vai estar ali na sala do julgamento mais uma vez, para ouvir como o médico que realizou a autópsia descreverá mais uma vez, como o fígado de Jackson foi colocado em um liquidificador para que ele pudesse medir a produtos químicos em seus órgãos.

-"Se o pior vier, eu vou sair", disse ela. "Eu ouvi que eles vão mostrar algumas fotos da autópsia, e eu não quero ver isso. Então, eu vou sair e, você sabe, sentar-me na sala ou em algum lugar até que esteja tudo terminado, e então eu virei para o recinto novamente. Mas eu sinto que eu tenho que estar lá. "

Katherine Jackson, prefere evitar a tristeza e já mostrou sua força há seis anos, quando ela sentou-se em um tribunal por cinco meses com seu filho, qundo ele foi julgado e absolvido por abuso sexual infantil.

- "Sim, eu estava lá todos os dias", disse ela. "Eu queria estar lá com ele, porque eu sabia que era tudo mentira. Rezei para que a verdade aparecesse, porque eu sabia que se a verdade viesse à tona, o meu filho ia ficar de pé e ele fez isso."

Algumas reportagens têm sugerido que a saúde de Katherine Jackson está falhando, mas ela ri sobre a especulação. É possível observar que ela manca com certa dificuldade de uma perna, em sua caminhada, mas isso não é de idade avançada, mas uma remanescente batalha da infância contra a poliomielite. Ela permanece ativa com seu novo empreendimento floral e a decoração de sua nova casa.

- "Eu ainda estou aqui para cuidar da minha família e eu sou abençoada por isso e agradeço a Deus", disse ela.

Fonte - CNN

sábado, 2 de abril de 2011

"Anjos de Michael", assinem esta petição!

É um absurdo que ainda existam pessoas agindo tão covardemente!

Vamos assinar, amigas e amigos!!!

Sejamos os "anjos de Michael", defendendo-o desses ataques e de toda calúnia!!!

Aqui está o link:

http://www.gopetition.com/petition/43708/sign.html#se




Eu já assinei, e você?

Obrigada, "Mrciag", por fornecer o link!

E obrigada a todos que assinarem.